quinta-feira, julho 28, 2011


Parceria com o Atêlie Frida e Frederica

5
Sabe aquela vontade de eternizar um momento e não sabe como. Pois bem agora vou te apresentar uma solução o Atêlie Frida e Frederica vem fazer parte do Mundinho do bebê para suprir nossas necessidades, de fazer que um momento fique guardado para sempre com lindas peças feitas em scrap. A Fabiana que podemos chamar de "Fabi" é apaixonada por scrap e faz peças lindas e fofas e nos procurou para realizarmos uma parceria que sei que vai ser um sucesso!
Então quero mostrar algumas peças que ela nos indicou e eu particulamente achei uma graça.
Quadro para maternidade que depois pode ser usado na decoração do quartinho do bebê
Casinha para lembrança em mdf e papel para scrap com vários detalhes


  
Vamos a nossa famosa entrevista...
Fabiana Paliares dona e criadora do Atêlie Frida e Frederica

Mundinho do bebê: Quando o atêlie foi criado e porque?

Fabiana: Tudo começou quando estava procurando um presente diferente para meus pais que faziam 50 anos de casados. Encontrei no scrapbooking uma forma de recordar, através de fotos, todos aqueles anos e as pessoas que fizeram parte daquela história. Fiz um álbum e me apaixonei pela técnica. Fiz muitos cursos e fui me aperfeiçoando e conhecendo novas formas de usar a técnica.
Uma amiga muito querida estava grávida e quis presenteá-la com algo muito especial. Fiz um Quadrinho para ela colocar na Porta da Maternidade. Foi um sucesso!
Esse foi o primeiro de muitos... Criei o Ateliê em 2009 e desde então, cada trabalho, cada cliente e cada elogio me motiva para “ir em frente”. Amo o que faço!
Mundinho do bebê: Então Fabi digamos que foi tudo por acaso com direito a paixão a primeira vista rsrsr. E quem é o criador e dono do atêlie?
Fabiana: Eu, Fabiana Paliares, sou a criadora e dona do Ateliê Frida e Frederica.
Mundinho do bebê: Qual é o público alvo do atêlie?
Fabiana: O público alvo do Ateliê são mamães que desejam peças diferentes e totalmente personalizadas. Temos Enfeites para a Porta da Maternidade, Lembrancinhas e até mesmo objetos para decoração do quartinho do nenê.
Mundinho do bebê: Então no atêlie tem de tudo um pouco scrap, arte em mdf e muito mais o pedido é feito de acordo com o gosto do cliente. E qual é o diferencial do Ateliê?
Fabiana: O diferencial do Ateliê, sem dúvidas, é o carinho com as peças e com nossos clientes, do primeiro contato a entrega dos produtos.
Mundinho do bebê: Você atende e envia pedidos para qualquer parte do Brasil?
Fabiana: Sim, enviamos para qualquer parte do Brasil.
Mundinho do bebê: Para você o que é o Atêlie Frida e Frederica ?
Fabiana: Para mim, o Ateliê Frida e Frederica é uma paixão que virou hobby e um hobby que virou trabalho, sem deixar de lado a paixão.
Mundinho do bebê: E aí queridos leitores gostaram da entrevista com a Fabiana a nossa mais nova parceira? Esperamos que sim, pois fazemos parcerias que atendam o gosto e as necessidades dos nossos leitores da próxima vez que você precisar de um presente ou uma lembracinha bem bolada já sabe onde encontrar Atêlie Frida e Frederica!
Lugares na internet que você acha o Atêlie
Obs: O Atêlie está também no FACEBOOK

quarta-feira, julho 27, 2011


Entrevista com Ana Cláudia do blog Aqui Tem Sorteios De Montão

3
A entrevistada de hoje agita a blogosfera (affs nunca pensei que iria escrever essa palavra) com sorteios de vários blog's e com sorteios que ela realiza também, ela é Mineira (a última entrevistada aqui do Mundinho também era de Minas lembra?)  tem 30 anos é formada em História, casada, tem uma filhinha a Alanis. Agora vamos a entrevista de hoje...

Mundinho do bebê: Nome e idade?
Ana Cláudia: Ana Cláudia Ribeiro 30 anos, mãe de Alanis de 4 anos.

Mundinho do bebê: Quando criança você sonhava em ser mãe ou era uma coisa que você nem tinha na cabeça?

Ana Cláudia: Desde muito nova eu sonhava em ser mãe, mas minha gravidez não foi planejada, mas fiquei muito feliz e curti toda a gestação.

Mundinho do bebê: Durante a gravidez você fez curso para grávida, procurou aprender com uma amiga mais experiente ou foi na cara e na coragem?
Ana Cláudia: Não fiz nenhum curso, mas li muito e contei com a ajuda de muitas amigas.

Mundinho do bebê: Você fez correto, não fez curso mas procurou saber sobre o assunto. Você fez o teste de gravidez, conte um pouquinho o que aconteceu, foi muita emoção?
Ana Cláudia: Fiz um teste, daqueles de farmácia, mas agente nunca acredita, né?! Aí procurei um médico que confirmou.

Mundinho do bebê: Você amamentou? Foi difícil a pega do bebê ao peito ou foi super rápido?
Ana Cláudia: Amamentei, mas minha filha demorou pegar e por isso perdeu 70g ainda no hospital.

Mundinho do bebê: Estes probleminhas podem acontecem mas a melhor coisa a fazer é mater a calma e pedir orientação médica e seguir tudo direitinho que vai se resolver conforme o tempo for passando. Os primeiros dias são cheios de novidades e emoção não é mesmo? Conte uma situação que te levou ao desespero quando seu filho ainda era muito pequeno?
Ana Cláudia: Nossa! Quando ela tinha 3 meses o forro da minha casa encheu d’água da chuva e caiu em cima do berço, fiquei desesperada, a sorte que caiu nos pés, molhou todo o quarto, as coisinhas delas mas graças a DEUS ela saiu ilesa.
Mundinho do bebê: Que coisa! Tadinha da Alenis mas ainda bem que não aconteceu nenhum acidente grave com ela. Qual a doença mais grave que seu filho já teve e como foi o tratamento?
Ana Cláudia: A poucos dias ela começou com uma gripe que logo evoluiu para uma pneumonia, o pediatra achou melhor trata-la em casa e ela já está quase recuperada.
Mundinho do bebê: Qual foi a experiência mais significativa para você durante os primeiros meses do bebê.
Ana Cláudia: Quando nasce um filho , nasce uma mãe. Logo no primeiro dia , na primeira hora, você se descobre MÃE, você logo quer amamentar, dar banho, fica acordada assistindo o sono daquele ser tão pequeno, confere inúmeras vezes se está respirando.... é muita coisa que serve como experiência.
Mundinho do bebê: Dicas que você daria a uma mãe de primeira viajem;
Dica 1 em relação ao parto?
È muito difícil, mas a mamãe tem ficar tranqüila, deixar a ansiedade de lado.
Dica 2 em relação ao primeiro dia do bebê?
Não se preocupar se o bebê dormir demais é normal. Se o bebê chorar, fique calma, verifique a fralda limpe com um pano úmido não use lenços umedecidos industrializados a maioria tem álcool, só devem ser usados depois dos dois meses, veja se ele não está com fome, faça massagem na barriga porque pode ser cólica que muito normal nos primeiros dias.  Dar um banho morninho antes de dormir também é muito bom ele vai dormir mais relaxado.
Dica 3 em relação ao sono da mãe?
Eu não dormia chorava e me perguntava: quando isso vai acabar? Mas fui procurando ajuda de mães experientes, a ajuda do papai também e muito importante, fiquei tranqüila depois de algumas semanas.
Mundinho do bebê: Depois da chegada do seu baby o que aconteceu, quais foram as mudanças?

Ana Cláudia: Aqui em casa mudou tudo, tudo que nós fazemos e pensando na Nany. Mas nós mulheres não podemos esquecer a nossa vida conjugal, né?! É preciso cuidar do corpinho que sofreu mudanças, no meu caso não tive mudanças significativas.
Mundinho do bebê: Conte um pouco do seu trabalho e a integração de sua família a ele?
Ana Cláudia: Sou mãe e esposa em tempo integral e adoro, fico mais tranqüila assim, posso leva-la a escola, fazer os deveres com calma, cuidar da alimentação que é muito importante. Quanto à integração, a Nany é muito querida, os avós até “estragam a menina” com tantos mimos.

Mundinho do bebê: Ana Cláudia muito obrigada pela entrevista foi bem legal as suas dicas e a sua história também foi muito bem contada em sua entrevista, sucesso na criação da pequena Alanis.
A Ana Cláudia tem um blog o Aqui tem sorteios de montão se você quiser ficar informado de todas as promoções e sorteios da internet é só visita-la. Está foi mais uma Entrevista com Pais no Mundinho do bebê, hoje com a Ana Cláudia amanhã pode ser você!
Obrigada por está conosco nesta quarta feira linda um grande abraço e até logo

sexta-feira, julho 22, 2011


Estou grávida e elegante!

10
Há mulheres que quando estão grávidas acham que não vale a pena se vestir bem. Mas como assim? Você continua a mesma pessoa, porém com curvas diferentes e isso definitivamente não que dizer que você perdeu seu charme e sua feminilidade. Pelo contrário, a mulher quando está grávida fica ainda mais bonita. Mas tem muitas mulheres que relaxam e insistem em se vestir de qualquer jeito na gravidez, ficam achando que a melhor opção é se vestir com uma imensa blusa do marido e a calça jeans mais larga que tiver no guarda roupa e, fica 9 nove meses se vestindo assim!
Vamos ver agora 4 erros cometidos por mulheres grávidas e que você não vai cometer.


Querida mami grávida, se você está pensando que está feia e gorda e que o melhor é se vestir assim, pode tirar isso da sua cabecinha rsrsrs. Você vai ver 4 modelos básicos, que você deve ter em seu guarda roupa e que vão te ajudar a dar um ar de grávida linda e elegante, que gosta de si mesma e ama desfilar com sua barriga de grávida, ok!

1º Modelo: Macaquinho

Este modelo de macaquinho é a pedida para as mulheres que gostam de roupas leves e confortáveis.Vejam que não tem nada solto de mais e nem apertado, é ótimo para ser usado em um dia quente com uma linda sandália rasteira ou uma sapatilha.

2º Modelo: Maiô

Quem disse que gravidez é doença? Quantas vezes você já não escutou isso ou já disse isso, não é?
Então mostre que você está grávida, bela e saudável indo a praia ou a hidroginástica com um lindo Maiô. 
O maiô é ótimo para a grávida que não quer se preocupar se a calcinha do biquine está descendo de mais ou os seios estão saindo para fora. Eu odeio me preocupar com isso!


3º Modelo: Vestido estampado


 Há mulheres grávidas acham que é errado usar vestido estampado na gravidez, pois poderá  dar a impressão que está mais gorda. Porém se você escolher a estampa correta vai ver que você pode usar vestido estapando sim! Este vestido é correto para você usar, tem estampa pequena, tamanho acima do joelho, pode ser usado para sair em um evento social a noite e até mesmo para um casamento à tarde, deixa a grávida super elegante e o tema floral da um toque romântico no ar.


4º Modelo: Casual para ir trabalhar


Este modelo é excelente para você que ainda está trabalhando e que mora em uma região que é mais fria, vai sair bem quentinha, chic, elegante e ainda vai combinar com a sua super legging (nossa amiga de todas as horas rsrsrs). A legging também é uma peça super coringa no guarda roupa da grávida.


E aí mamis vocês gostaram da dica?


Você viu como você pode ser vestir muito bem estando grávida, este post foi feito com a ajuda da loja Zazou que tem peças especialmente feitas para as grávidas, e que agora é parceira aqui do Mundinho do bebê. E agora sempre vou poder trazer uma super dica de moda para você desfilar ainda mais bonita com seu barrigão.

Visite o site da Zazou http://www.zazou.com.br/ lá você vai encontrar mais modelos lindos feitos todinhos para você!

quinta-feira, julho 21, 2011


Entrevista com Flávia Cristina do blog Scrapbykit

0
A entrevistada de hoje é a mulher maravilha. Hahaha estava brincando mas cá entre nós, ela parecer a mulher maravilha. O nome dela é Flávia é de Minas Gerais, professora, casada, mãe, dona de casa, cheia de criatividade e de hobbs, vejam uma frase dela "teria que ser a mulher maravilha para fazer tudo que quero!!!". Ela é muito inteligente, gosta de aprender, escrever, criar e ao mesmo tempo se dedicar a família. E o mais importante é mami do pequeno Bruno!
Bom, vamos a nossa entrevista...
Mundinho do bebê: Qual seu nome e idade?
Flávia Cristina: Meu nome é Flávia Cristina e tenho 36 anos.

Mundinho do bebê: Você foi pega de surpresa com a notícia de que estava grávida ou era uma coisa que você estava buscando?
Flávia Cristina: Eu estava louca para engravidar. Tinha me preparado e aquela era a hora. Mas ainda esperei cerca de 1 ano para conseguir.

Mundinho do bebê: Você fez o teste de gravidez, conte um pouquinho o que aconteceu, foi muita emoção?
Flávia Cristina: Eu sempre esperava o primeiro dia de atraso. Apesar de ter ciclos totalmente irregulares, eu estava tomando um regulador de ciclo. Então, no 4º dia de atraso fiz um teste da fita, em casa mesmo. Como sou professora e uma das minhas aulas era justamente sobre o diagnóstico da gravidez, eu sabia exatamente tudo que deveria fazer, como usar a primeira urina da manhã, testes mais sensíveis e a possibilidade de resultados falsos. Eu queria tanto e fiquei tão feliz quando vi a fitinha se corar, que não queria acreditar. Daí coloquei na cabeça que aquela fita não era boa e que meu resultado era falso positivo...rsrsrs! Fiz o exame de sangue no laboratório, que também deu positivo, mas só fiquei tranqüila quando, na consulta, a doutora me disse: Flávia, relaxa, a probabilidade de ser falso positivo é muuuuito remota!!! Ufa!!!

Mundinho do bebê: Ah... que legal esse momento "Ser ou não ser, és a questão" rsrsr, é pura emoção! O que durante a gravidez foi mais difícil para você?
Flávia Cristina: Sempre procurei ter uma gravidez muito tranqüila, ou seja, tentava não me preocupar com aqueles probleminhas caseiros do dia a dia, gostava de dormir sempre após o almoço, enfim foquei na minha condição de grávida. Na verdade, para mim isto não foi difícil, pois eu sou, ou pelo menos era, uma pessoa bem calma. Creio que agora sou mais acelerada, pois o trabalho aumentou...rsrsrs!! Mas de uma coisa tenho certeza, uma gravidez tranqüila pode não garantir, mas certamente contribui para um bebê também tranqüilo.
Mundinho do bebê: É... cada ser humano tem sua personalidade, a criança pode ter pais super agitados e pode nascer uma criança tranquilissima. Você amamentou? Foi difícil a pega do bebê ao peito ou foi super rápido?
Flávia Cristina: Este foi o grande problema que enfrentei com meu filho. Eu sonhava amamentar, minha mãe sempre me passou a ideia do quanto isto era bom para nós. Então, minhas expectativas eram as melhores possíveis. Além disso, como professora de imunologia, sabia exatamente o quanto era importante para oferecer “defesa” para meu filho. Infelizmente, não foi fácil. A pega foi fácil, não tive dificuldade. O problema foi a não produção de leite. No início todos diziam... calma demora para o leite descer!! Mas o leite não descia, ou pelo menos, descia pouco. Era um tormento, ele ficava no peito, mas eu percebia que não era suficiente. Até que no quinto dia, meu marido o levou ao pediatra (eu não consegui sair). Quando eles voltaram, já trouxeram uma lata de leite e uma mamadeira. Daí meu sofrimento piorou!! Eu chorava, dizia que eles não podiam fazer aquilo comigo, que eu não queria dar a mamadeira, etc. Enfim, eu piorei a situação, pois naquele desespero não teria uma produção de leite normal. Tentei de tudo, chamei enfermeira, fonoaudióloga, comprei bombinha de tirar leite, usei até uma elétrica, aprendi a ordenha manual, mas nada disto adiantou. O certo é que tinha pouco leite e pronto!!
Felizmente, apesar de todo desespero, eu conseguia oferecer uma pequena quantidade a ele, conseguindo que ele não desistisse de sugar meu peito. Depois da aflição inicial, eu percebi que pelo menos eu estava oferecendo “alguns anticorpos” e o leite em pó se encarregava da nutrição.
Eu desisti exatamente quando ele completou 3 meses. Eu continuava com pouco leite e para completar comecei a sentir umas pontadas bem doloridas no peito. Até que neste dia eu falei para mim mesma... Chega! Cansei! Eu finalmente compreendi que não conseguia, não sabia o motivo, mas enfim, aquele processo estava me estressando, quando deveria ser um prazer. Eu me senti extremamente culpada, incapaz, deficiente, um fracasso. Hoje, talvez entenda um pouco mais. Li a história de outras mães e vi que eu não era a única, isto me ajuda. Recentemente, li o blog da Fabiana Saba (a postagem é de 01/02/2011 e pode ser encontrada aqui: http://fabisabany.blogspot.com/2011_02_01_archive.html#2698714981289895277) e me senti melhor por ler. O que ela escreve é muito parecido com o que vivi. Eu recomendo esta leitura, inclusive dos comentários do post, para aquelas mães que passam ou passaram pela mesma situação. Até gostaria de ouvir suas histórias.
Mundinho do bebê: Conte uma situação que te levou ao desespero quando seu filho ainda era muito pequeno?
Flávia Cristina: Creio que a amamentação, que eu contei na questão anterior, foi o processo mais desgastante. Não me lembro outro fato que tenha sido tão desesperador, felizmente! Apesar de não ter amamentado adequadamente, ele sempre foi uma criança bem saudável. Além disso, sendo profissional de saúde, eu sabia avaliar algumas situações que poderiam indicar algum problema e logo procurar um médico. Somente uma alergia ocular, que hoje vemos que pode estar relacionada a rinite, me incomodava.
Mundinho do bebê: Qual a doença mais grave que seu filho já teve e como foi o tratamento?
Flávia Cristina: Hoje ele está com 3 anos e como eu disse ele foi bem saudável. Há cerca de uns 6 meses ele teve um episódio bem característico de asma. Pode ser asma ou rinite, mas não conseguimos um diagnóstico definitivo e é isto que vou procurar agora. Nós temos histórico de alergias na família, inclusive asma. Então acredito, apesar de torcer contra, que seja algum processo alérgico, tão comum nos nossos dias, e que também não significa uma doença grave.
Mundinho do bebê: Seu esposo como se comportou durante a gravidez, ele era atrapalhado na hora de cuidar do bebê ou aprendeu rapidinho?
Flávia Cristina: Esta história foi engraçada! Estávamos meu marido e eu sozinhos no hospital. Todos foram descansar e ele disse que cuidaria de mim e do bebê, se precisássemos. Depois de uns 10 minutos, não sei o que aconteceu, mas nosso pequeno começou a regurgitar, inclusive saindo um pouquinho pelo nariz. Foi um desespero. Eu pedia para ele tirar o bebê do bercinho, mas ele ficou nervoso e não conseguia fazer nada. Não sei como consegui, pois fiz cesariana, mas me levantei e o peguei. Depois desta minha mãe não quis nos deixar sozinhos. E meu marido ficou traumatizado, disse que não tinha jeito para lidar com uma “coisinha” tão pequena e frágil! Só voltou a cuidar dele quando já estava “bem durinho”, com uns 3 meses!! Mas este cuidar era no máximo segurar e dar a mamadeira. O resto nunca!! Rsrsrs.
Mundinho do bebê: Dicas que você daria a uma mãe de primeira viajem;
Mundinho do bebê: Dica 1 em relação ao parto?
Flávia Cristina: Bom, não vou defender o parto cezáreo ou normal aqui. Mas vou defender a hora certa de nascer! Eu escolhi a cirurgia, mas esperei sentir dores e contrações, ou seja, ele nasceu na hora que quis. Concordo que o parto normal é realmente mais vantajoso, mas no meu caso, por muitas razões, preferi cesárea. Mas jamais concordaria em agendar ou antecipar. É muito importante que o bebê escolha sua hora. Tudo deve estar pronto! Dentre muitas vantagens, como professora de imunologia, reforço que nas últimas semanas a transferência de anticorpos é muito maior, possibitando muito mais proteção ao seu filho!
Mundinho do bebê: Dica 2 em relação ao primeiro dia do bebê?
Flávia Cristina: Se possível não fique sozinha, chame alguém de sua confiança, como sua mãe, tia, sogra, mesmo que tenha feito muitos cursos e etc. Na prática é tudo mais complicado. E só dê ouvidos a esta pessoa e ao seu médico.
Mundinho do bebê: Dica 3 em relação ao sono da mãe ?
Flávia Cristina: Eu não tinha problema com isso. Dormia bem! Eu pensava que se o bebê precisasse de mim, eu não acordaria, mas o interessante é que algo te acontece e faz com que uma respiração diferente já te desperta. Eu acordava, via que estava tudo bem e voltava a dormir. Mas confesso que adorava, ou adoro até hoje, ficar vigiando seu sono. È maravilhoso! Já chorei assim, choro de amor, sabe??!!
Mundinho do bebê: Depois da chegada do seu baby o que aconteceu, quais foram as mudanças? E em seu corpo você sentiu uma mudança depois do parto?
Flávia Cristina: Eu não engordei muito durante a gravidez e meu corpo voltou rápido (por sorte, pois como muito). Não senti nenhuma mudança muito grande, felizmente!
O que realmente muda é o dia a dia, a rotina e principalmente os interesses...rsrsrs. Hoje minha preocupação é organizar a casa, meu tempo, meu trabalho em função dele. Não planejo mais uma viagem tão facilmente, por exemplo! Na verdade, eu sou muito “dependente” dele. Admiro quem consegue continuar vivendo, viajando, saindo como antes. Eu sempre prefiro a sua companhia!
Mundinho do bebê: Conte um pouco do seu trabalho e a integração de sua família a ele?
Flávia Cristina: Eu procuro ter tempo para a famíla, mas às vezes falho um pouco. Não sei o que acontece mas ultimamente o dia tem sido mais curto. Aprendi que para incorporar uma rotina, um trabalho ou um hobby novo ao meu dia a dia, só se eliminar algum velho, para não me sobrecarregar e me impedir de ter este tempo! Eu me prometi organização e disciplina para o próximo semestre. Com relação ao meu trabalho, eu não gostava de dar aulas à tarde, por exemplo, mas mudei todos os meus horários porque agora ele estuda neste período. Então saímos juntos de casa. 
Mundinho do bebê: Flávia muito obrigada por está entrevista, foi clara, linda e absolutamente prática para ajudar aquelas mamis de primeira viajem e sem esquecer sentimental, você mostrou como ama seu filho e que mudou sua rotina para o te-lo mais perto.

Flávia Cristina: Sou eu quem precisa agradecer, eu que me sinto honrada, por ter sido convidada para ser a entrevistada da semana.

Mundinho do bebê: Então gente, essa foi a entrevistada da semana a querida Flávia que tem um blog super fofo que é o http://scrapbykit.blogspot.com/ eu amo scrap mais infelizmente eu não sei fazer nadica em scrap, mas se você visitar o blog da Flávia você vai ver uma coisa mais fofa do que a outra e ela também faz parte do time de autoras do blog http://diecutsecia.blogspot.com/ . Então fica a dica para você conhecer mais a Flávia e seus lindos trabalhos.
Espero que tenham gostado da entrevista de hoje, super abraço e até logo!

quarta-feira, julho 13, 2011


Entrevista com Ana Júlia do blog Torne seu filho mais inteligente

6


A entrevistada de hoje além de ser linda é muito inteligente vejam só Pós-graduada em Psicomotricidade pela PUC-Minas, Licenciada em Letras -Língua Francesa e Língua Portuguesa- pela Universidade Federal do Pará e formada em Música (Violoncelo) pela Fundação Carlos Gomes. É uma mãe super criativa, inventa e se preocupa em criar atividades voltadas para o melhor desenvolvimento de suas filhas, tem um blog mais que interessante que se chama Torne seu filho mais inteligente que logo que conheci fiz questão de seguir e acompanhar porque quem é o pai na face desta terra que não gostaria de ter um filho inteligente, não é? Então vamos conhecer esta mulher de idade desconhecida. (ela não revela a idade hehehe). 


Mundinho do bebê: Qual seu nome? E obrigada pela honra da entrevista.

Ana Júlia: Ana Júlia Portela, a honra é minha...

Mundinho do bebê: Você foi pega de surpresa com a notícia de que estava grávida ou era
uma coisa que você estava buscando?

Ana Júlia: Não. O que me pegou de surpresa foi essa entrevista... Minhas duas gestações foram 100% planejadas.

Mundinho do bebê: Você fez o teste de gravidez, conte um pouquinho o que aconteceu, foi
muita emoção?

Ana Júlia: Qualquer teste de gravidez é precedido de muita ansiedade... Já o resultado pode trazer alegria, alívio ou angústia. No meu caso, trouxe só bons sentimentos.

Mundinho do bebê: O que, durante a gravidez, foi mais difícil para você?


Ana Júlia: Lidar com o meu próprio temperamento e com o stress. Eu era muito brigona, daquelas que andam com o código do consumidor na bolsa...
Mas uma grávida tem de nutrir um espírito de tranquilidade.

Mundinho do bebê: Realmente o melhor estado psicológico que a grávida deve está é de pura serenidade. Você amamentou? Foi difícil a pega do bebê ao peito ou foi super rápido?

Ana Júlia: Amamentei as duas filhas. Elas nunca usaram mamadeira, nem chupeta e sugavam corretamente. Contudo, amamentar foi uma experiência terrível no início.
Meus mamilos ficaram feridos, em carne viva. Só pra você ter uma idéia, eu era obrigada a andar “topless” em casa, pois nenhuma roupa, nem a seda mais pura, podia encostar nos meus seios. Não podia sair, o médico tinha de me consultar em casa. E para piorar as coisas, eu tive excesso de leite. Às vezes eu estava à mesa, sem soutien, nem nada, e de repente
começava a jorrar leite nas pessoas, na comida. Era constrangedor. Eu chorava e pensava:“Isso aqui tá uma porcaria”.

Mundinho do bebê: Júlia muitas mulheres tem sérios problemas na hora de amamentar e, para que isso que aconteceu com você não se repita com outras mulheres, é bom durante a gestação fazer exercícios de estimulação ao redor do mamilo para que ele perca um pouco da hiper sensibilidade. E sua relação com sua filha é tipo mãe e filha, amigas, irmãs ou uma junção de tudo isso?

Ana Júlia: Eu sou muito amiga, mas não admito desrespeito.

Mundinho do bebê: Correto, devemos ensinar as crianças desde pequenas a ter limites e respeito. O que você acha sobre babás, você confia, quando vai contratar? O que faz para testa-lá?

Ana Júlia: Não dá pra confiar em alguém que não se conhece, mas tenho uma dica : é fundamental entrevistar a babá na frente das crianças. Observe se ela as cumprimenta, se lança um olhar enternecido ao bebê, se ri das brincadeiras que fazem, ou se fica indiferente aos pequenos. Se na sua frente, ela não demonstra simpatia, será que irá fazê-lo na sua ausência?

Mundinho do bebê: Seu esposo como se comportou durante a gravidez?


Ana Júlia: Meu marido se comportou como um homem sueco: quando não estava no
trabalho, lavava banheiro, cozinhava, brincava com a filha mais velha, aspirava a casa, além de me tranquilizar. Ele me ajudou mais do que qualquer outra pessoa.

Mundinho do bebê: Dicas que você daria a uma mãe de primeira viajem.

Ana Júlia: Dica 1: Em relação ao parto deixe que o bebê decida a hora de nascer, não o obstetra.

Ana Júlia: Dica 2: Em relação ao primeiro dia do bebê leia bastante sobre recém-nascidos. Eu aconselho o livro “Segredos de uma Encantadora de Bebês” e outros bons títulos que você encontrar.

Ana Júlia: Dica 3: Em relação ao sono, eu não dormia tranquilamente, porque morria de medo de amamentar o bebê. Sentia um sono danado, mas não conseguia pregar o olho, de tanta
ansiedade. Minha dica pra quem tá na mesma situação, é procurar um psicólogo. Nessas horas, alguém de fora, pode ajudar muito.

Mundinho do bebê: Depois da chegada do seu baby o que aconteceu, quais foram as
mudanças? E em seu corpo você sentiu uma mudança depois do parto?

Ana Júlia: A principal mudança foi não ter mais tempo pra mim: não podia sair, não podia navegar na internet, não podia ler livros. Ficava com inveja quando via minha sogra e meu marido assistindo à novela...
Quanto ao corpo, mudou pra melhor... Eu era igual à Audrey Hepbrun, e do dia pra noite, virei a Sofia Loren, com aqueles peitões.


Mundinho do bebê: Conte um pouco do seu trabalho e a integração de sua família a ele?

Ana Júlia: Quando minha filha estava com 9 meses, recebi um chamado para retornar
ao meu emprego . Aceitei, mas fiquei sem tempo para a família. Então, quando minha filha completou 2 anos, decidi que era hora de por um fim àquela “vida dupla”. Interrompi temporariamente minha carreira, meu mestrado. Não me arrependo. Educar é uma tarefa que requer, acima de tudo, tempo. E eu não delego à educação de minhas filhas a ninguém.
Hoje, estou retomando aos poucos minha vida acadêmica. Ah, acabei de concluir minha pós-graduação em psicomotricidade.

Mundinho do bebê: Ana Júlia foi um prazer fazer está entrevista com você, super simpática contou direitinho sua experiência de ser mãe. Parabéns pelo seu blog que é muito interessante "Torne seu filho mais inteligente". E você gostou da entrevista e dos assuntos aqui abordados, comente deixe sua opnião.

segunda-feira, julho 11, 2011


Sorteio com a nossa Parceira Fabriquinha de Sabonete *Encerrado*

37
Vamos começar mais uma promoção aqui no Mundinho do bebê, a Fabriquinha de Sabonete que é nossa
parceira está disponibilizando um kit muito fofo e cheiroso para os leitores do blog.

A Fabriquinha de Sabonete cria vários tipos de lembranças para você dar um charme e difereciar a sua festa.


A Fabriquinha de Sabonete tem lembrancinhas para Casamento, chá de lingerie, 15 anos, maternidade, chá de bebê, batizado e muito mais. Conheça a loja da Fabriquinha de Sabonete que você vai se encantar com a variedade dos produtos e com a criatividade de cada modelo de lembrancinha.

*Sorteio do Mundinho do bebê com a parceria da Fabriquinha de Sabonete*

Aqui o banner da promoção

 
Quem ganhar o sorteio receberá em casa 1 caixinha com o nome do bebê, contendo 40 pézinhos no tule embalado, a cor do pézinho e aroma o sorteado escolhe.



******************************************

Vamos as regras do Sorteio

Seguir o Mundinho do bebê. (janelinha na barra lateral do blog)
Curtir a fan page da Fabriquinha no Facebook
Ir a loja da Fabriquinha de Sabonete e colar o link do produto que mais gostou.
Ter endereço fixo no Brasil.
Deixar neste post seu nome e e-mail.

Resultado do sorteio dia 31 de Agosto de 2011 - prazo para o ganhador enviar seu endereço 3 dias.

*** Qualquer pessoa que cumprir as regras pode participar!

Tenho certeza que você gostou desta promoção...então participe e divulgue para seus amigos.

Obs: Modelo da caixinha é conforme estoque.

Álbum dos bebês

1
Olha a fofura que está aqui no Mundinho do bebê dando o ar do seu charme!
Quer ver seu bebê no álbum do bebê é só mandar um fotinha com nome e idade para o e-mail blogmundinhodobebe@gmail.com


LARA BEATRIZ PAIXAO FELDHAUS 1 ANO E 3 MESES DE MUITA FOFURA
  

quarta-feira, julho 06, 2011


Entrevista com Jackline Almeida do blog Coisinhas da Jack

2

A entrevistada de hoje é super experiente em relação a gestação e filhos e, fez algo que muitas mulheres de hoje em dia não fazem, depois de ter 2 filhos que já estão na fase da adolescência ela resolveu ter mais um e, fez sua casa e família ficar mais feliz com a chegada de um bebê, agora está revivendo lindas experiências que já teve antes. Então vou deixar que ela mesma conte sua maravilhosa história.

Mundinho do bebê: Qual seu nome? E quantos filhos você tem?

Jackline Almeida: Me chamo Jackline Almeida e tenho 3 filhos.

Mundinho do bebê: Você foi pega de surpresa com a notícia de que estava grávida pela terceira vez ou era uma coisa que você estava buscando?
Jackline Almeida  Não, eu e meu esposo não fomos pegos de surpresa. Nós acalentávamos a expectativa da gravidez e, em que pese o fato de eu já ser mãe de um casal de adolescentes, o sonho de vir a ter um bebe nos enchia de alegria.

Mundinho do bebê: Você fez o teste de gravidez, conte um pouquinho o que aconteceu, foi muita emoção?
Jackline Almeida  Sim, eu me submeti ao teste e, confirmada a gravidez fiquei sem palavras, saber que no meu ventre estava sendo gerada uma nova vida, que no meu ventre estava se materializando um milagre de Deus, me deixou em estado de êxtase, uma emoção sem “tamanho”. Orei ao meu Deus louvando-o por tão grande benção e clamei a ele, que me desse discernimento e sabedoria para ensinar esse bebê nos caminhos dele. Chamei meu esposo pelo telefone e contei-lhe que seria papai de um bebê, disse a ele da minha alegria, nos emocionamos muito e foi bom demais da conta.

Mundinho do bebê: Jack quando o casal busca os mesmos objetivos sentimos a alegria até nas palavras, essa alegria é algo realmente maravilhoso na vida de um casal. E o que durante a gravidez foi mais difícil para você?
Jackline Almeida  Sem dúvida nenhuma, a maior dificuldade enfrentada no período da gravidez foi o aparecimento dos famosos e quase inevitáveis enjôos.

Mundinho do bebê: Você amamentou? Foi difícil a pega do bebê ao peito ou foi super rápido?
Jackline Almeida   Não só amamentei como ainda estou amamentando e, aproveitando o ensejo, sugiro que todas as mulheres prestes a dar a luz e futuras mamães, não abram mão de abençoar seus bebês amamentando-os, é um momento sublime que acredito que toda mamãe deva vivenciar, com relação à “pega” do seio pelo meu filho, não enfrentamos nenhuma dificuldade, foi fácil demais, logo nos primeiros momentos o João Pedro se “virou” bem com o “bico” do seio.

 Mundinho do bebê: Realmente Jack devemos nos esforçar ao máximo para estimular o bebê a mamar no peito, é algo natural e o alimento mais indicado ao bebê, sem dúvida alguma. Conte uma situação que te levou ao desespero quando seu filho ainda era muito pequeno?
Jackline Almeida  Houve uma situação que me preocupou bastante nos primeiros meses de vida dele, eu e meu esposo o chamavamos e ele não manifestava reação, aquilo nos preocupou bastante.

Mundinho do bebê: Isso é natural mas sempre que a mãe sentir alguma dúvida em relação a sua gestação o mais indicado é contactar seu médico. Qual a doença mais grave que seu filho já teve e como foi o tratamento?
Jackline Almeida  Graças a Deus, com o meu bebê em nenhum momento aconteceu um episódio de doença que merecesse uma visita ao pediatra, já com meus dois filhos maiores uma situação de refluxo incomodou bastante, foram medicados e não houve complicação maior.

 Mundinho do bebê: Que bom que o pequeno João Pedro está saudável, esperamos com muita fé que todas as crianças brasileiras estejam assim. Vou postar sobre este assunto "Refluxo" futuramente pois é muito importante saber sobre ele, sem esquecer que refluxo pode ocorrer na fase adulta também, então muito cuidado ao que se come. E seu esposo como se comportou durante a gravidez, ele era atrapalhado na hora de cuidar do bebê ou aprendeu rapidinho?
Jackline Almeida  Comportou-se muito bem e, em virtude de ele também já ser pai de dois jovens, não houve necessidade de aprender muita coisa... Ele sabe bem como cuidar de um bebê, é muito cuidadoso, bastante gentil com o nosso bebê.

Mundinho do bebê: Dicas que você daria a uma mãe de primeira viajem em relação ao parto, primeiro dia do bebê e a hora de dormir?
Jackline Almeida: Dicas em relação ao parto – sem dúvida a melhor dica que posso dar é: tranquilidade, tranquilidade e acreditar que o seu medico é suficientemente capaz de realizar nela um bom trabalho. Aproveito para deixar aqui uma palavra do Senhor Jesus que acredito que servirá de conforto para as mulheres em relação ao parto, que esta em João 16:21.

 a mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque é chegada a sua hora; mas, depois de ter dado à luz a criança, já não se lembra da aflição, pelo prazer de haver nascido um homem no mundo.”

Em relação ao primeiro dia do bebê – é um momento de muita emoção, de muita alegria, a dica é a mesma para esse momento: tranquilidade, pois a fase mais dificil já se foi e agora é só “curtir” essa benção que é um bebê nos braços.

Em relação ao sono da mãe – a dica que dou e acredito que na minha relação com o meu bebê foi o que melhor aconteceu, e, por mais doloroso que possa parecer, colocar o bebê para dormir no berço ou, em um carrinho aconchegante. No meu caso funcionou super bem, tanto ele quanto eu dormimos tranquilos e confortáveis.

Mundinho do bebê: Eu bem que disse antes da entrevista que a Jack era super experiente, eu amei cada dica que ela deu e vocês? Espero que todos também tenham gostado. E depois Jack da chegada do seu baby o que aconteceu, quais foram as mudanças? E em seu corpo você sentiu uma mudança depois do parto?
Jackline Almeida  Depois da chegada do bebê – mudou tudo, embora já tenha filhos, como disse no início, hoje vivemos em função dele, todas as atenções são para ele, tudo em nosso lar “gira” em função de proporcionar a ele um maior conforto, uma tranquilidade, afim de que seu desenvolvimento aconteça sem sobressaltos. Com relação ao meu corpo, excetuando o aparecimento de episódios de dor, decorrentes talvez das cirúrgias de “cesárea” e do processo de laqueadura, não observei mudanças significativas.

Mundinho do bebê: Conte um pouco do seu trabalho e a integração de sua família a ele?
Jackline Almeida  Acerca do meu trabalho – eu sou educadora infantil e tambem educadora cristã, com trabalhos ministrados em APAES e escolas públicas nas cidades onde até agora residi. Por um consenso familiar e, em benefício do meu bebê, optei por não desempenhar minha vocação ao longo desse ano, por outro lado, tambem trabalho com artesanato e, esse trabalho, realizo em casa, assim, “corujo” meu bebê e “garanto” uma fonte de renda. Quanto a adpatação da familia ao bebê – ela é total, nós amamos o João Pedro, Deus nos agraciou como seu milagre e estamos muito felizes por termos sido escolhidos por Deus para recebermos essa benção que é uma criança em casa. 
Mundinho do bebê: Jackline muito obrigada por estas lindas, educativas e experientes palavras, obrigada por compartilhar sua história aqui no blog creio que muitas pessoas irão se identificar com você. Seja sempre bem vinda ao nosso espaço que é meu, seu e de todos os nossos leitores que para mim são mais que leitores, são amigos.

Jackline Almeida: Eu que agradeço a oportunidade de poder, através dessa entrevista, contar um pouco da minha alegria e da alegria da minha familia por ter em casa o nosso amado João Pedro e, que a paz de Deus, que excede a todo entedimento seja derramada sobre a vida de cada pessoa que acessar este blog.

Mundinho do bebê: E todos que assim crêem digam amém!

A Jackline é professora e tem um blog Coisinhas da Jack desde de 2010, foi onde a encontrei e a convidei a participar desta entrevista que ela aceitou com muito carinho, suas lindas palavras de experiência concerteza vão ajudar muitas mamães, e convido à todos vocês a conhecerem a Jack mais um pouquinho visitando o seu blog.

 Gostou da entrevista? Então comente, deixe sua opnião, o mais legal do blog é saber o que você pensa!